Olá 2018, olá Muza!

Lifestyle

January 2, 2018

Sempre soube que a melhor forma de aprender era desafiar-me a mim própria, colocar-me fora da minha zona de conforto e, provar a mim própria que se quisesse algo, só tinha de ir atrás do que ambicionava. Acreditar em mim sempre foi um “mantra”, porque sei que é algo que só depende de nós. A Cactus (marca que antecedeu à MUZA, só dedicada ao design gráfico de eventos) surgiu assim… Porque queria fazer melhor, queria fazer mais do que o que via e, acreditava que a minha essência seria o que daria carácter e nome a uma marca despretensiosa, humilde e justa. Mais do que fazer bom design e ter liberdade criativa, queria sentir que o meu trabalho tinha um propósito e queria poder lidar directamente com pessoas (algo de que morria de medo antes, ficava ansiosa só de pensar!). Lembro-me de só ter consciência de que a marca tinha crescido tanto e de que realmente era uma ocupação a tempo inteiro, meses depois de andar cheia de trabalho. Estava a ter um verão fantástico (e sem descanso!), com noivas e noivos que me deram muito amor e palavras de carinho, quando me apercebi que ainda tinha este bichinho que não me deixava 100% satisfeita com nada.


Foi então que me percebi que precisava de outro objectivo, de fazer mais e de ver mais de mim no meu trabalho. Então na loucura falei com a minha alma gémea designer, para sermos wedding planners. A Rita era a pessoa perfeita para trabalhar comigo, porque acima de todos os critérios necessários para gerir uma marca, admirava muito o trabalho dela e o amor e cultura que ela tinha pela área, o resto viria com o tempo, tudo se aprende... Foi um desejo que surgiu não por não gostar do que fazia, mas pela necessidade de fazer algo diferente e, sobretudo, ter eventos meus/nossos. Ver toda uma continuidade no nosso trabalho e criar uma identidade mais forte e mais própria, sem termos de, constantemente, nos submetermos à imagem dos outros. Queríamos escolher a nossa equipa (ter um ambiente de trabalho muito saudável e com base no respeito), definir o nosso tom de comunicação e começar a trabalhar exclusivamente com noivos que se revissem na nossa filosofia de casamento - noivos despretensiosos, simples, que procurem eventos com conceito e sem medo de arriscar e serem eles próprios. O casamento é uma celebração, é um momento de alegria, é uma festa, é amor na sua pura essência, não são protocolos, regras e convenções. Sabíamos o risco que era e que não íamos agradar a todos, mas quem seríamos nós se disséssemos aos nossos clientes para serem eles próprios e a nossa marca não fosse genuína?


Então a MUZA é a Bruna e a Rita, duas cabeças muito frescas que se equilibram uma à outra. Uma é a razão da outra e trabalhamos na perfeição em equipa. Somos muito focadas no que fazemos mas completamente bipolares (podem-nos encontrar pragmáticas num minuto como no seguinte temos um ataque de histerismo com uma ideia parva qualquer que nos surgiu!). Não temos filtros e somos muito exigentes connosco próprias. Temos muito amor para dar e adoramos receber mimos! Nunca fechamos um projecto sem os nossos olhos brilharem de expectativa ao falarmos dele e, vamos sempre dormir com a cabeça a fervilhar de sonhos.


Posto isto, acreditamos que a melhor forma de nos conhecerem é através deste espaço, que vai servir de voz ao que se vai passando aqui no escritório. Vamos partilhar convosco ideias que nos inspirem, algumas dicas, quem é a Bruna e a Rita e, um pouco do mundo que é fazer wedding planning e design gráfico. Esperamos que se inspirem connosco!