Casa Azimute

Venues

January 6, 2018

Olá olá! Quem por aqui anda a suspirar por venues de casamento para a nova época? Hoje trazemos-vos o lugar perfeito para um casamento íntimo ou elopement no Alentejo!
Como sabem temos um olhar muito curioso e andamos sempre à procura do lugar perfeito para casar (mesmo quando supostamente vamos num fim-de-semana de descanso… ups!). Tentamos sempre que as nossas recomendações passem por locais nos quais nos revimos tanto ao nível do Design como Arquitectura e que tenham inúmeras mais valias para os nossos noivos. Desta vez encontrámos este diamante no meio do Alentejo, em Estremoz, a Casa Azimute.
Se pretendem um casamento íntimo, com um máximo de 30 convidados, e procuram um atendimento personalizado, sem nunca perder o conforto e sentimento de “casa”, este espaço é o ideal para o vosso dia.
O Andy e o Danny, um casal belga que trocaram a confusão pela paz do Alentejo, são os anfitriões perfeitos para tornar a vossa estadia inesquecível e ficarem a suspirar por mais. Eles tiveram a gentileza de nos dar a conhecer um pouco melhor do que vos podem oferecer, para tornar o vosso evento único:

MUZA: O que é que os clientes/noivos podem esperar da sua estadia na Casa Azimute?

A & D: Podemos oferecer toda a privacidade que procuram, num ambiente muito exclusivo. Um espaço com arquitectura moderna e um design interior repleto de elementos locais que trazem muito conforto ao espaço. Podem ainda ter uma experiência única e dormir numa cama ao ar livre, sob o céu estrelado do Alentejo, num dos nosso quartos ou suites. Para além disso oferecem serviços como uma piscina e terraço para relaxarem, serviço de massagens e um espaço de 28 hectares para caminharem pela natureza no seu estado mais puro.

MUZA: Qual foi a importância que o Design e a Arquitectura tiveram na projecção do espaço?

A & D: A Casa Azimute é um b&b (bed and breakfast) moderno que teve um grande cuidado ao nível da Arquitectura e Design. Todos os quartos e suites têm uma vista maravilhosa com janelas de parede inteira e um espaço privado ao ar livre (um pátio maior nas suites e um pequeno terraço nos quartos). A casa foi construída no ponto mais alto da propriedade e o estacionamento coberto era uma quinta antiga que foi remodelada. Usámos as paredes da frente e chaminés para preservar as memórias do passado e construímos a Casa Azimute à frente. Esta combinação trouxe a harmonia perfeita entre o passado e o futuro. A casa foge à arquitectura tradicional alentejana, mas não choca com o ambiente envolvente, muito pelo contrário, funde-se, porque vive do cinza do cimento e o branco das paredes, assemelhando-se às rochas e casas da região. Quisemos respeitar a natureza não cortando quaisquer árvores que estivessem na área da propriedade e decidimos não cultivar nenhum jardim mas sim manter o espaço simples e natural, tirando partido do que nos rodeava. As paredes antigas de ardósia foram mantidas e restauradas e parte da propriedade é dedicada a cultivo biológico.

MUZA: O que vos levou a escolher o Alentejo como o destino ideal para a concretização deste projecto?

A & D: Acreditamos que o Alentejo é um espaço único na Europa. É despretensioso, autêntico e manteve as suas tradições e paisagens espetaculares virgens. Conseguimos realmente saborear a liberdade nesta região e usufruir ainda de óptima comida e vinhos. Vivemos a vida com muito mais calma e tempo e, é um óptimo retiro para fugir à azáfama da rotina e apreciar as coisas simples da vida.


Deixem-se inspirar pelas imagens e preparem-se para parar no tempo!
Façam uma visita ao site da Casa Azimute!

Fotografias - gentilmente cedidas pela Casa Azimute